Categorias
Podcast

45 – O tapete vermelho do Oscar 2021

O tapete vermelho do Oscar é um grande momento para nós analisarmos tendências, buscarmos inspirações e novas possibilidades.

Feitoria! Seja bem vindo ao episódio 45 do FaneAlinha.

Todo tapete vermelho do Oscar eu faço uma thread – ou fio – no tuiter comentando os looks que vou vendo e dando as impressões gerais. Como nesse ano tenho um podcast para aprofundar no tema, não irei perder essa oportunidade.

O tapete vermelho, que na verdade é rosa, é um ótimo lugar para ver alguns tendências se consolidando. A aplicação de algumas tendências em atores e famosos são mais influentes que as passarelas, apesar de serem uma influência direta.

Para visualizar melhor em formato de podcast separei em três categorias e vou por aqui as imagens para vocês ouvirem o podcast e acompanharem pelo texto. Assim a gente cobre os principais objetivos e aprendizados para os looks. 

Clássicos
Steve Yeun

Steve Yeun se apegou ao clássico. Um terno em um azul bem escuro, acho que o nome da cor que usam lá fora é midnite blue. Quem é responsável pelo traje é a Gucci, a grife italiana.

Trent Reznor

Trent Reznor com um smoking preto da grife francesa Saint Laurent. Bem clássico de lapela arredondada, com a listra preta na calça e a gravata borboleta morcego, a pequeninha

Jon Batiste

O músico Jon Batiste com um traje Dior Men. A cor para mim está uma dúvida, tem fotos que parecem azul e outras preto. Um broche e uma flor de lapela disputando espaço no paletó. Talvez um pouco demais? Na minha opinião o problema é que conversam pouco entre si.

Os Extravagantes
Colman Domingo

Logo no começo do tapete Colman Domingo abriu alas, com seu traje Versace pink! Um terno rosa com detalhes bordados que caem como uma chuva sobre seus ombros.

Leslie Odom Jr.

Leslie Odom Jr. foi de estatueta do Oscars. Brincadeira, mas ele estava de dourado e isso abriu um sinal de alerta na minha cabeça. Será que o dourado está avançando na moda masculina?

Lakeith Stanfield

Direto de Londres, Lakeith Stanfield. Ele não estava de traje social, é até difícil definir direito o que ele estava usando. O Oscars é também esse momento que você pode pensar fora da caixa se tiver algo muito bacana como Lakeith. Basicamente, é um macacão da Saint Laurent com corte de alfaiataria social.

Inventivos 
Paul Raci

Paul Raci representando os roqueiros de outra vertente, mais metal, quase como uma encarnação do falecido vocalista Dio!

Charles D. King com um conjunto criado pela marca Frère. Seguindo o tradicional smoking, a parte despojada está na escolha de cores. O Paletó marrom com lapela larga e com ponta evidente, misturado com a calça preta.

Riz Ahmed

Riz Ahmed foi ao evento com um traje foi um azul escuro da Prada, mais uma marca italiana desfilando pelo tapete do Oscars. No pé um monk strap preto, monk strap são esses sapatos sem cadarço e que se “amarra” com uma fivela.

Outros citados no podcast:

Chega, cansei! E aí? quem vocês mais curtiram?

Mandem suas opiniões para mim no tuiter em @faneinbox ou no post que prometo que farei no feed para esse episódio do podcast!

A newsletter que mais cresce do Brasil! Fane inbox. Se inscreve de graça em fanealinha.com.br/inbox!

QUER AJUDAR O FANEALINHA? ASSINATURA NO PICPAY!

picpay.me/fanealinha

Escolha se quer pagar um café, um Salgado,  uma cerveja ou um cachorro-quente! Gostaram dos nomes? Ou procure no app do picpay por “FaneAlinha”.

Ufa, é isso. Tchau!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *