Categorias
Blog Textos

O estilo dos atores de Chaves em 1974

A trupe do Chaves em 1974 se vestia de forma muito elegante com elementos que podem ser replicados hoje em dia.

Recebi do querido amigo Maurício Trilha, também conhecido como o maior fã de Chaves e Chapolin que conheço, imagens da trupe do programa antes de um voo em 1974.

Fiquei realmente impressionado com a elegância do grupo, que na ocasião estava iniciando uma viagem para a Nicarágua, sua primeira viagem internacional da turnê do Chespirito.

Aqui nessa imagem, em primeiro plano, Ramón Valdes (o Seu Madruga), logo atrás Edgar Vivar (o Seu Barriga), e também o Roberto Bolaños (o Chaves).

Primeiro quero falar do look de Ramón e nos itens que duram até hoje.
A boina: Vai e volta de moda, como todo chapéu. Perdeu lugar para bonés (que são completamente casuais e esportistas), mas tem retornado ao seu lugar de direito.
O paletó claro: Estou cada vez mais fã desse tipo de paletó claro. Funcionam principalmente para serem usados de dia.
A camisa de “bolinhas”: Essas bolinhas são chamadas de polka dots, estão muito frequentes atualmente e, vejam só, em 1974 já eram usadas.
A gravata: É o item mais “datado” da vestimenta de Ramón. As gravatas dessa época são mais largas, mas o importante aqui é a “coesão” em misturar estampas que o Seu Madruga teve, camisa de bolinas e gravatas de listras colocando por cima um paletó “liso”.

O que mais me perturba é essa gravata solta, mas certamente o contexto deve explicar o motivo já que eles estavam dando autógrafos e falando com a reportagem.

A camisa de Edgar Vivar é chamativa. Uma camisa dessas nos anos 90 iria parecer até brega, mas hoje voltou ao homem ser permitido ter camisas felizes e com cores. Ainda bem. Eu usaria ela hoje, sem dúvida nenhuma.

Como me foi comentado no Twitter, Roberto Bolaños parece Al Pacino em Scarface. Essa gola por cima do casaco, que parece ser um paletó de brim escuro, ficou um retrato de sua época. Uma daquelas modas ousadas que virou referência de seu tempo.

Carlos Villagran, o Quico, aparece ao fundo com um paletó bege quadriculado com riscas escuras. Uma camisa azul e uma gravata azul mais escura. Normalmente eu não gosto de camisas mais escuras que o paletó, acho que ficam um pouco estranhas e chamam atenção de um jeito pouco positivo.

Uma coisa que não venceu ao tempo: as golas das camisas.
Todas são grandes demais para os padrões de hoje. Se tu ver os paletós também possuem lapelas grandes. Lapela grande não é a regra atualmente, mas ainda se encontra por ai em determinados momentos. Agora, essas golas de camisa não se encontram mais. Só em fantasias.

Falando em acessórios, Quico e Seu Barriga estão de óculos. Quico usando um Aviador e Seu Barriga com um Wayfare. São clássicos que podem e são atualizados com o passar das décadas, mas ainda são clássicos.

Muita coisa dessas imagens sobreviveram ao tempo, o que mostra que a moda é cíclica. Mesmo possuindo evolução, a história é sempre reverenciada. Mesmo nesses looks ousados, mesmo para a época, é possível encontrar paralelos no que faz sucesso hoje em dia. Essa camisa do Seu Madruga é possível encontrar em lojas de departamento. Não exatamente igual, mas a ideia. O conceito. Com uma gola que seja mais referente aos dias de hoje e provavelmente com as bolinhas menores. Porque a tecnologia da moda mudou e evoluiu e deve ser muito mais fácil fazer bolinhas pequenas hoje.

Abaixo deixo o vídeo que deu origem às imagens. Veja como Florinda também está elegante usando amarelo e de chapéu. Chapéu que é uma moda feminina que está em retorno constante.

Essa publicação nasceu no twitter, me segue lá @faneinbox.

Me segue no instagram também: @faneinbox.

Você já conhece o podcast do Fane Alinha?

O Fane Alinha é um podcast para falar de estilo e moda masculina, debatendo o tema e falando de conceitos. O conhecimento transforma (o seu guarda-roupa).

No Spotify, na Itunes ou na sua plataforma preferida de podcasts.

Espero que gostem das abordagens e aguardo o feedback no emailtwitter e instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *