Categorias
Blog Textos

O Estilo Masculino do filme Entre Facas e Segredos

Uma analise sobre o personagem de Daniel Craig no filme e os detalhes que tornam as roupas do personagem interessares.

Um filme visualmente agradável com uma história de suspense que envolve descobrir se alguém da família é responsável pela morte do patriarca morto em seu aniversário. Poderia ser o plot de um clássico de Agatha Chirstie ou Sherlock Homes, mas é o filme Entre Facas e Segredos, ou Knives Out no original. Um longa inspirado nos clássicos do estilo de mistério policial, com um elenco de qualidade e de fácil reconhecimento.

Além do filme em si, o que encantou também foi o estilo dos personagens do diretor Rian Johnson e é disso que vou brevemente abordar aqui. A responsável pelo figurino foi Jenny Eagan e ela destacou que cada personagem possui sua vestimenta característica, isso já mostra como o trabalho foi pensado.

Vou focar aqui no personagem que mais me chamou atenção, o Detetive Benoit Blanc que foi interpretado por Daniel Craig. Essa mudança de figurino para Craig me pareceu muito divertida, pois é muto diferente do 007, papel que estou acostumado em a ver o ator. Saem de cena os trajes completos e o black-tie já que o detetive particular lida com um mistérios muito menores que os do agente secreto do MI6. Então no lugar de ataques nucleares ou vilões que pretendem privatizar a água do mundo, o novo personagem de Craig enfrenta um crime familiar e bem mais discreto.

Calça de alfaiataria, suspensórios, gravatas floridas, lenço de bolso e paletós de lã. Esse é o kit básico do personagem no filme. 

As cores aqui aparecem, mas nos detalhes. Paletó e calças estão em verde, mas é nas gravatas que a vestimenta ganha “vida”. E mesmo sendo o acessório mais chamativo, ainda sim é discreto, como manda a profissão. 

O lenço de bolso é outro item que trás característica para a roupa, tirando do mesmismo simplista. Além de poder ser funcional para várias atividades.

O personagem de Daniel Craig gosta que suas calças fiquem alta na cintura, então aderiu ao suspensório. Em um estilo retro, com puxadores presos na calça, ajuda a manter a simetria e proporcionalidade ao olhar.

A gravata para dentro da camisa é um detalhe pratico usado quando se está em alguma atividade que deve se ter cuidado. Por exemplo, ao ter de arrumar algo no motor do carro, ter de fazer alguma limpeza ou mesmo ao estar ao ar livre e com muito vento. 

Quando se fala da alfaiataria que Benoit Blanc veste, é algo mais perto do clássico do que o moderno. Mas ainda assim, existe ares de modernidade. 
As calças, como já disse, são usadas altas e a barra é italiana, essa barra aparente dobrada para “fora”. Roupa de inverno geralmente é levemente mais solta, também. 

Outro detalhe digno de nota são as golas das camisas do detetive. Todas são pontudas com o colarinho inglês que o distingue dos outros detetives, repare na foto abaixo.

Daniel Craig com a gola pontuda, Lakeith Stanfield com uma gola tradicional francesa. Percebam a diferença.


Como repetir esse look no Brasil?

Falando de Brasil, replicar esses looks se torna difícil pelo clima. O filme se passa em uma temporada de frio e isso é fácil de notar pela vestimenta. Mesmo que nós no Brasil também tenhamos frio em algumas regiões, dificilmente é mais de um mês seguido.
Mas isso não significa que não possamos pegar emprestados alguns elementos como as gravatas florais e a fuga do preto e do azul na paleta de cores do detetive. As meias coloridas e o sapato Oxford também são itens fáceis de replicar.

Eu nem vou começar a falar dos outros personagens que são igualmente intrigantes na forma de se vestir. Veja o filme, que além do figurino, vale a pena.

Enfim, os filmes são grandes pontos de partida para quem quer mudar o visual ou incrementar novos detalhes. Tanto pro dia-a-dia quanto para datas específicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *